Entrevistámos o aluno mais novo do CLi e aprendemos que se nunca é tarde para aprender línguas, cedo também não!

O aluno mais novo do CLi chama-se Martim e está a aprender japonês. É fluente em português e inglês, quer ser matemático e não gosta de sushi, afinal, como diz e bem, “uma pessoa pode gostar de uma língua, mas não gostar da comida da língua”. martim

Os cursos de verão do CLi-FLUL para crianças e jovens estão quase a terminar. Durante o mês de julho, trouxeram à Faculdade de Letras 24 crianças e jovens, entre os 10 e os 16 anos de idade, que vieram dar os primeiros passos numa língua estrangeira. Para muitos, é o primeiro contacto com a língua que estudam e, também, com a Universidade. É o caso do Martim Amaral, com quem fomos falar para ouvir, na primeira pessoa, que tal tem corrido esta nova experiência na sua vida.

Tem 10 anos, nasceu nos Estados Unidos da América e está há pouco tempo em Lisboa. Confessou-nos que nunca tinha entrado na Faculdade de Letras até este Curso de japonês e que veio porque queria aprender mais sobre a língua japonesa, pela qual se interessa, ainda que não saiba precisar desde quando.

"É divertido estudar línguas"

Para o Martim, “é divertido estudar línguas porque consegue-se aprender aspetos gramaticais e outras coisas importantes sobre falar a língua, incluindo sistema de escrever e coisas assim”.  E embora concorde que aprender uma língua estrangeira pode ajudar a estar mais à vontade com os outros, diz que já tem “esse problema coberto”, uma vez que já fala português e inglês.

Nos cursos para crianças e jovens estão disponíveis também cursos de alemão, espanhol, francês e inglês. E ainda que o japonês possa parecer a língua mais difícil do cardápio, para o Martim isso não tem sido problema. Isto porque, e explica, a idade mínima é 10 e ele já tem 10 anos, há 1 mês e 11 dias (à data desta entrevista).  

Ao contrário de outras crianças da sua idade, o Martim diz não ter nenhum herói de referência e prefere não responder sobre os seus desenhos animados preferidos, mas admite que gosta de desenhar e “ver ecrã”.

Já sobre os Cursos do CLi, o que mais gosta é o ambiente da faculdade, e aconselha outras crianças a virem estudar japonês porque se aprende muito e o professor incentiva os alunos dizer palavras em japonês, para praticar. “Já aprendemos muitas coisas em japonês: Pássaro é tori, água é mizu e dizer olá em japonês é Kon'nichiwa”, exemplifica.

Perguntámos-lhe se quer continuar a estudar japonês e outras línguas depois do curso, e ainda que a resposta tenha sido um pronto “sim, com certeza”, o Martim também já decidiu que o futuro profissional não passa por esta casa. Quer ser matemático “e fazer coisas com ela”, porque acha que é uma das disciplinas mais interessantes e, como já se percebeu, o Martim adora um bom desafio!

Próximos cursos para crianças e jovens

Os próximos cursos do CLi para crianças e jovens arrancam em setembro e são uma forma lúdica e quase informal de aguçar a curiosidade das crianças e jovens para a aprendizagem de uma segunda língua. Para muitos é também um complemento ao ensino oficial, num ambiente mais flexível e personalizado. As turmas têm entre 8 e 15 alunos, permitindo aos professores um contacto direto com cada um dos aprendentes e uma abordagem de ensino dinâmica e ritmada.

As aulas dos cursos para crianças e jovens do 1º semestre vão funcionar aos sábados de manhã, também na Faculdade de Letras da ULisboa e as inscrições abrem brevemente.